Dor muscular tardia

Não é raro encontrarmos por ai historias corredores que ficaram reclusos dentro de casa por um ou dois dias apos ter aceitado aquele convite tentador de sair em um longão de 15, 20 ou 25 Kms para o qual não estava preparado. No dia Seguinte elas se sentem como se tivesse sido atropeladas por um trem e a dor muscular tardia que sentem parece que nunca irá passar. Tecnicamente esta “purgação corporal” é chamada de dor muscular de inicio tardio. Na pratica a dor muscular tardia é a percepção dos músculos trabalhados. Seja com menor intensidade ou intensamente doloridos.

Causas

A dor muscular tardia é provocada por esforços físicos elevados, acima do normal, ou executados de maneira imprudente. Geralmente este mal estar é erroneamente associado a concentração de acido lático nos músculos. “Esse é um conceito antigo, que persiste em função da falta de conhecimento científico mais atualizado por parte de alguns profissionais” (Turbio Leite de Barros).

Porem, a associação do ácido lático a dor muscular não é necessariamente equivocada já que o acumulo do mesmo no músculo realmente acarreta em quadros dolorosos. Mas a dor provocada pelo acumulo do acido lático ocorre durante e imediatamente apos o exercício, e é percebida de maneira aguda. Ela ocorre por falta de fluxo sanguíneo nos músculos trabalhados (isquemia) e devido a isso, os produtos da atividade metabólica (acido lático) não podem ser removidos. provocando assim aquela sensação de queimação.

Estudos recentes comprovam que o acido lático é eliminado do organismos em duas ou três horas apos o termino da atividade física. Em contrapartida, observou-se que a dor muscular tardia é provocada por microtraumas musculares, que provocam edemas e dores devido a um processo inflamatório desencadeado a nível fibrilar.

A dor muscular tardia é sempre uma inimiga?

Nem tudo é sofrimento diante das dores musculares do dia seguinte, ela pode vir a ser até uma aliada desde que esta a dor se manifeste de maneira moderada. Isto porque no processo de regeneração das micro lesões o músculo vai se remodelando para se adaptar aos exercícios de alta intensidade. E isto resulta em fortalecimento.

As causas desses pequenos traumas estão relacionados a fatores mecânicos e químicos. Os mecânicos dizem respeito aos esforços vigorosos, a sobrecarga a qual o músculo é submetido. Quando demasiadamente intensos, os estímulos físicos ocasionam as microlesões fazendo com que o músculo reaja com dor. Um programa de treinamento físico que propicie uma progressão lenta de forma a permitir que os músculos se adaptem é o mais indicado, evitando assim exageros na hora de treinar.

Já as causas químicas da dor muscular do dia seguinte estão relacionadas aos radicais livres. moléculas ou fragmentos de moléculas sem um par de elétrons em suas órbitas exteriores. A atividade física de longa duração libera radicais livres que causam danos celulares prejudicando assim o remodelamento muscular.

O estresse químico não tem seu efeito anulado contudo pode ser minimizado por meio dos antioxidantes. Substancias presentes em minerais, vitaminas e aminoácidos que agem como uma espécie de escudo protetor.

Tratamento

Tanto o descanso quanto a reposição hídrica e nutricional são imprescindíveis para deixar a musculatura integra novamente. Um treinamento regenerativo com atividades leves como caminhada, trote ou natação também são recomendadas durante o processo de recuperação. Desde que a dor não seja um fator limitante para a pratica.

Sentir dores após o exercício é normal e indica que seu corpo esta se adaptando aos estimulo e buscando melhorar sua performance. Mas diante de uma dor intensa e prolongada é aconselhável a interrupção dos treinamentos evitando assim a aparição de lesões mais graves. E lembrem-se…ao persistirem os sintomas, procure um médico.

Written by Marcelo Ponce

Marcelo Ponce é um corredor de trilhas que utiliza a internet para compartilhar suas percepções em relação à prática da corrida. Sempre desafiando horizontes inóspitos, ele absorve longas distancias tomando auroras e crepúsculos como seus testemunhos. Sua força mental incrementa a resistência física, e com base em suas experiências ele adotou o pseudônimo Atleta Zen.